Serviços O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

 

A prática radiofônica como estratégia pedagógica - informação, entretenimento, músicas e prestação de serviço a partir da sala de aula

 

O curso 'A prática radiofônica como estratégia pedagógica - informação, entretenimento, músicas e prestação de serviço a partir da sala de aula' se destina a estudantes e profissionais de comunicação e áreas afins e pessoas interessadas em rádio. Baseado na experiência com os estudantes da disciplina Criação Radiofônica, ministrada pelo professor Afonso Cláudio, da Escola de Comunicação da UFRJ, o curso de extensão pretende subsidiar os envolvidos com habilidades e competências para a produção de diferentes formatos de programas para rádio, e será dividido em cinco módulos de ensino. Em cada um dos módulos, munidos dos conhecimentos construídos nas aulas teóricas sobre a linguagem radiofônica, os participantes desenvolverão um formato radiofônico específico: pílula, boletim, enquete, reportagem e programa ao vivo. Os materiais produzidos poderão ser veiculados na Rádio UFRJ e em outros canais de comunicação da UFRJ. O objetivo do curso é contribuir na formação pessoal e profissional de seus participantes, capacitando-os para produzirem conteúdo para rádio. O curso faz parte das iniciativas do Núcleo de Rádio e TV da UFRJ que buscam criar novas possibilidades de participação do rádio nos aprendizados acadêmicos e sociais. A partir dessas experiências, o curso se constituirá como um projeto comprometido com a democratização da comunicação.

 

Mais informações

 

Cineclube Dissidências Sexuais

 

O Cineclube Dissidências Sexuais é um espaço de diálogo e troca para todas as pessoas interessadas na área das dissidências sexuais, incluindo, também estudantes, pesquisadores de cinema, comunicação e estudos sobre sexualidade e gênero ou demais profissionais interessados. Prioriza a produção audiovisual universitária e independente e se propõe a ser um espaço de exibição e divulgação de trabalhos de novos diretores e coletivos audiovisuais. As exibições, com acesso livre e gratuito, ocorrerão de março a julho de 2019, uma vez por mês, e serão seguidas de debate com pesquisadores, diretores, produtores, ativistas e militantes de movimentos sociais.

 

Mais informações

 

Cultura de Redes 2019.1

 

As mudanças no campo da Comunicação e da Cultura pós-midias digitais. O Capitalismo Cognitivo e as novas forças de produção, resistência e criação. A Cultura livre, Software Livre e a crise do direito autoral e da propriedade. Creative Commons, Copyleft e Pirataria. Novas formas de licenciamento. A crise do capitalismo fordista e o horizonte da gratuidade. A economia pós-Google, a Inteligência coletiva e a multidão. As Revoluções do Capitalismo. Cultura Digital, Midiarte e Ativismo.     Introdução a temas, conceitos e práticas inovadoras no campo da Comunicação. A disciplina terá a participação de convidados e apoio do Pontão de Cultura Digital da ECO e a apresentação de projetos inspiradores, práticas e ações extensionistas e funciona como um mapeamento de iniciativas cidadãs de inovação social.     Também são enfatizadas nesses processos as metodologias de formação em rede que conduzem a mudanças significativas nos processos de ensino e aprendizagem, como a auto-formação e a formação em fluxo. Os participantes do curso são convidados a propor ações posteriores de parcerias e realizações com o Pontão de Cultura da ECO e por fim, os 70 participantes do curso são estimulados a aplicarem as questões, conceitos e teorias nas suas práticas e experiências concretas, sensibilizando para a necessidade de incidência nas suas vidas e de suas comunidades, redes, coletivos, grupos.

 

Mais informações

 

Fotografia Contemporânea

 

O Curso de fotografia contemporânea é direcionado a entusiastas que procuram um crescimento rápido no que diz respeito a técnicas fotográficas e desenvolvimento da criatividade com a câmera, além daqueles(as) que trabalham em relação direta com fotografia ou áudio-visual. A proposta é que os(as) alunos(as) utilizem a câmera para ampliar suas percepções de mundo e, desta forma, consigam melhorar sua qualidade de vida. Aprender a fotografar é aprender a enxergar além de ver, é um exercício de estar presente em todos os momentos. Desenvolver competências, promover qualidade de vida, incentivar e ajudar a desenvolver toda e qualquer forma de manifestação individual são as prioridades do curso. Diversas discussões que se relacionam com a fotografia contemporânea nascem das novas tecnologias, que oferecem diferentes formas de execução e exibição de imagens. Diariamente temos acesso a um número exorbitante de imagens em diversos veículos, merecendo aqui especial destaque para as redes sociais, que modificam totalmente nossa forma de fazer e de enxergar a fotografia. O curso abrange as principais técnicas da fotografia digital, discussões sobre equipamentos e aulas de edição de imagem utilizando os softwares Adobe Lightroom e Photoshop.

 

Mais informações

 

Organização Textual em Libras

 

A presente proposta tem objetivo de oferecer aos estudantes fluentes em Libras o conhecimento profundo no mundo acadêmico especificamente na parte a organização textual em dois tipos macroestrutura e microestrutura. Será destacado os elementos textuais como introdução, desenvolvimento e conclusão em versão Libras com a base de leitura e fundamento teórico em língua portuguesa. Saber como organizar o trabalho acadêmico com diferentes gêneros textuais, desenvolvendo o tipo textual argumentativo na produção textual dissertativa em Libras. Trabalhar com as estratégicas comunicativas com o auxílio de recursos da tecnologia com a informática, inclusive ABNT. Após do conclusão do curso, os estudantes terão a bagagem acadêmico para elaboração dos trabalhos acadêmicos da forma bem trabalhada, sem a necessidade de usar o plágio.

 

Mais informações

 

Prática linguística comunitária

 

O curso promove o desenvolvimento das capacidades auditivas e orais em situações de conversas em língua estrangeira.  Os encontros nos quais se desenvolverá conversas que servem como instrumento para melhorar as capacidades de interação em línguas estrangeiras que acontecerão nesses primeiros dois semestres do projeto serão oferecidas em língua alemã, espanhola, inglesa e italiana.  Os monitores, escolhidos pelos supervisores entre os graduandos da UFRJ com capacidades avançadas de conversa na respectiva língua estrangeira,  organizarão os encontros e moderarão as conversas nos encontros. Os monitores terão que comprovar num processo de avaliação, que acontecerá concomitantemente com o começo do período de inscrição, conhecimentos adequados na respetiva língua estrangeira na qual eles agirão como estimuladores e moderadores de debates e conversas.  Cada monitor organizará e moderará 4 encontros de 100 minutos, totalizando junto com as atividades preparatórias e incluindo os encontros com o respetivo professor que age como supervisor principal da respetiva língua uma carga horária de 20 horas.

 

Mais informações

 


 

Logo UFRJ faz 100 anos rodape ouvidoriarodape sigarodape sigpetrodape sigprojlogo forproex nacional novo

UFRJ | Graduação | Pós Graduação e Pesquisa | Planejamento, Desenvolvimento | Pessoal Gestão e Governança | Políticas Estudantis |Prefeitura

Praça Jorge Machado Moreira, s/nº, Cidade Universitária, Rio de Janeiro, RJ - CEP 21941-592

Tel. (21) 3938-0494 / (21) 3938-0617 - E-mail: gabinetepr5@pr5.ufrj.br

UFRJ PR5 - Pró-Reitoria de Extensão
Desenvolvido por: TIC/UFRJ